GARRATELECOM
Pará

Dia Mundial da Diversidade Cultural é comemorado com ações culturais

Programação gratuita neste final de semana inclui espetáculos teatrais, música, cortejo de Pássaros Juninos, entre outras atrações

19/05/2022 14h50Atualizado há 4 meses
Por: Redação
Fonte: Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Mário Quadros / Ascom Secult

Criado no ano de 2002, pela Assembleia Geral da ONU, para reafirmar o poder e a pluralidade da cultura em suas diversas manifestações identitárias, o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento 2022 será celebrado no próximo sábado (21). O calendário compõe as ações do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), e incluirá uma variedade de programações gratuitas no próximo final de semana, com espetáculos teatrais, apresentações musicais, cortejo de Pássaros Juninos, dança, visitas guiadas e recital de canto lírico.

No sábado (21), a Usina da Paz (UsiPaz) Icuí recebe o espetáculo infantil “As peripécias apaixonadas de um palhaço romântico”, da ARTH Produtora Cultural, das 10 às 11h. Na produção, dividida em três atos, o público é o ponto chave em todas as cenas, contracenando com o clown. No mesmo horário, na UsiPaz Marituba, será realizada a contação de história “A lenda da Iara”, com Adriana Cruz, que traz a narrativa do surgimento desse mito amazônico. Das 9h às 12h, o Theatro da Paz terá visitação guiada gratuita.

Foto: Mário Quadros / Ascom Secult

Pela tarde, das 16 às 17h, haverá a apresentação musical “Roda de Choro”, com O Mercado do Choro, na UsiPaz Cabanagem. De acordo com a cavaquinista e produtora, Carla Cabral, essa é a primeira vez que o grupo toca em uma UsiPaz. “Buscamos fazer uma roda por mês em espaços da cidade, com acesso gratuito, para fortalecer esse laço com a cidade. Essa é a primeira vez que vamos para o bairro da Cabanagem e é bem gratificante poder fazer com que mais pessoas possam ouvir o choro, não só enquanto uma música popular brasileira, mas o choro que é produzido aqui na Amazônia, de diversos compositores como Adamor do Bandolim e Sebastião Tapajós. É muito bacana participar de um evento diverso que fomenta esse encontro do artista com uma plateia dentro de um bairro como a Cabanagem”, disse.

No mesmo dia, a UsiPaz Benguí será palco para a diversidade da Cultura Hip Hop, com batalha de MC, Break, DJ e Graffiti, também das 16 às 17h. No Porto Futuro, das 17h às 18h, o público poderá apreciar o colorido do Pássaro Junino Tem-tem do Guamá, em um cortejo animado dividido em dois atos.

Das 17h às 18h, o Píer da Casa das Onze Janelas recebe a apresentação teatral “La Fábula”, da Cia Madalenas, que traz personagens conhecidas mundialmente, como Dom Quixote, o Homem de Lata, o Velho do Saco e uma Rainha Altiva, que faz referência às rainhas dos contos de fadas. Na sequência, das 18h às 19h, o Balé Folclórico da Amazônia se apresenta na Estação Cultural de Icoaraci. Já no domingo (22), das 9h30 às 10h30, o Parque da Residência terá um recital de Canto Lírico, com a soprano Lys Nardoto e a pianista Adriana Azulay.

Para o secretário de Estado de Cultura, Bruno Chagas, celebrar o Dia Mundial da Diversidade Cultural é uma forma que o Governo do Estado e a Secretaria de Cultura encontram para levar mensagens de tolerância, de inclusão, de acesso e de direitos às pessoas por meio da cultura. “A data faz alusão não apenas à universalização da arte, mas também à mensagem de que a cultura atua como uma forma de tolerância, de convivência harmônica entre os povos e principalmente de inclusão. Ela é um instrumento poderoso para garantir direitos, para educar e transformar realidades”, refletiu o secretário.

Por Thaís Siqueira (SECULT)
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários