GARRATELECOM
Pará

'Cenas de Paz' certifica alunos da UsiPaz Bengui

Nas oficinas ministradas por profissionais da Funtelpa, os participantes aprendem sobre construção de conteúdos na área de comunicação

17/03/2023 17h45
Por: Redação
Fonte: Secom Pará
Crédito: Camila Lima / Divulgação
Crédito: Camila Lima / Divulgação

Uma manhã de certificação marcou esta sexta-feira (17), na Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), onde a turma de 15 alunos do projeto “Cenas de Paz”, da Usina da Paz Padre Bruno Sechi, localizada no bairro do Bengui, em Belém, recebeu o certificado de conclusão da jornada de 4 meses de aulas. A turma teve ainda a oportunidade de conhecer as instalações da Fundação como parte da última ação realizada pelo grupo.

“Eu estou muito feliz porque é uma conquista realizada profissionalmente. Eu estou passando por uma transição de carreira e certamente essa certificação vai me ajudar para os meus planos futuros profissionais, que é o de trabalhar com cultura, não fazendo, mas nos bastidores, na produção, roteirizando, e o ‘Cenas’ já abriu esse caminho e ainda vai abrir muitos outros”. Declarou Leila Prado, servidora pública que, com certificado em mãos, já vislumbra um novo mercado de trabalho para explorar.

Crédito: Camila Lima / Divulgação
Crédito: Camila Lima / Divulgação
Essa já é 11° turma, 2ª no Bengui, formada pelo projeto, desenvolvido pela Funtelpa dentro do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), política pública do governo do Estado que desde 2019 que garantiu a mais de 300 jovens a certificação na criação e produção de conteúdo de comunicação envolvendo rádio, televisão e web, como explica Hilbert Nascimento, presidente da Funtelpa.

“Essa é uma oportunidade que a gente tem, de levar conhecimento, de despertar nas pessoas esse encantamento, essa percepção do que é a comunicação em todas as plataformas que são oferecidas nos módulos do curso, então para nós é gratificante, faz parte do nosso DNA a descoberta de talentos, a oportunização de pessoas, especialmente os jovens, pois é daí que vem a inovação, principalmente com essa ferramenta multiplataforma que muitos tem em mãos, que é o celular. Estamos super felizes e esperamos formar cada vez mais comunicadores”.

Crédito: Camila Lima / Divulgação
Crédito: Camila Lima / Divulgação
Maicon Gomes, oficineiro do projeto, pontuou sobre os estudantes envolvidos nas oficinas compreenderam a essência da comunicação. “Tem pessoas que, depois do curso, não enveredam para área da comunicação, mas elas percebem que a comunicação não é especificamente para jornalistas em si e enxergam que podem aplicar em diversas outras áreas. Nós temos alunos que conseguimos resgatar de uma situação de vulnerabilidade social muto ruim e que se tornaram atletas, alguns inclusive competem internacionalmente, têm alunos que foram para a área da saúde, mas que aprenderam a se comunicar melhor depois do curso e, por consequência, aprenderam a ouvir melhor também. É uma satisfação muito grande saber que estou contribuindo não só com conhecimento técnico, mas também com cidadania, eu estou fazendo o papel do servidor público de fato, que é servir ao público, isso me deixa muito grato”.

“O mais interessante de tudo isso é que a gente consegue mostrar para essa juventude o quanto é possível trabalhar a área de comunicação, independente dos equipamentos disponíveis no momento e, mais interessante ainda, é aproximar a televisão pública das comunidades vulneráveis, muita gente pensa que o mundo midiático é fora do alcance e, quando a gente chega com o ‘Cenas de Paz’ eles percebem o quanto tudo isso é possível para o futuro deles. Acrescenta Vanessa Vasconcelos, gestora do projeto e diretora de televisão da TV Cultura do Pará.

Crédito: Camila Lima / Divulgação
Crédito: Camila Lima / Divulgação
Durante a cerimônia de encerramento, a turma também desenvolveu uma peça teatral e assistiu à exibição de materiais audiovisuais produzidos por eles e por alunos que já passaram pelo projeto, além de ouvirem relatos de ex-alunos que atualmente fazem parte da Funtelpa, atuando em diversos programas da Fundação. Os alunos finalizaram a programação nos estúdios do “Sem Censura Pará”, onde conheceram os bastidores de um dos programas mais antigos da emissora.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.