GARRATELECOM
Pará

Natea Caetés ultrapassa mais de 200 atendimentos em três meses

O local atende pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) encaminhadas pela atenção básica dos 16 municípios que formam a região dos Caetés

23/01/2023 18h25
Por: Redação
Fonte: Secom Pará
Crédito:
Crédito:

Entregue há três meses pelo governo do Pará, o Núcleo de Atendimento ao Transtorno do Espectro Autista (Natea Caetés), em Capanema, já realizou 222 atendimentos, entre consultas médicas e multiprofissionais. 

Inserido no Complexo Hospitalar do Caetés (CHC), composto ainda pelo Hospital Regional Público dos Caetés (HRPC) e a Policlínica, o Natea Caetés está disponível para atender pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) encaminhadas pela atenção básica dos 16 municípios que formam a região dos Caetés e que possuem a carteira Ciptea, emitida pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). 

Crédito: David Alves / Ag Pará
Crédito: David Alves / Ag Pará
No local, são oferecidos serviços multiprofissionais que auxiliam no desenvolvimento de pessoas com autismo, com aplicação de protocolos aprovados cientificamente. Fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, musicoterapeutas, arte-terapeutas e pedagogos trabalham em conjunto a partir da análise comportamental.

O Núcleo faz parte da contínua implementação da Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA), por meio de iniciativas da Sespa, que criou em 2020, a Coordenação de Políticas para o Autismo (Cepa). 

Nayara Barbalho, coordenadora da Cepa, explica que um dos objetivos da Sespa, com essa política, é fortalecer e ampliar a base de dados sobre o autismo no Estado, como também aumentar o número de vagas para atendimento, que gradativamente tem sido descentralizado em todas as regiões do Pará com o advento dos Nateas. 

Crédito: David Alves / Ag Pará
Crédito: David Alves / Ag Pará
O dos Caetés, por exemplo, é o terceiro em atividade após as entregas do Natea Belém, em funcionamento no CIIR, e o Natea Tucuruí. “Com isso, garantimos suporte para planejar políticas públicas, com modelos baseados em evidências científicas, de forma macro, perene e efetiva no Pará”, ressalta. 

Para ser atendido no Natea Caetés, assim com os demais dois Nateas, a pessoa com Transtorno do Espectro Autista,  seja criança, adolescente e adulto, deve seguir os seguintes passos: ir à Unidade Básica de Saúde (UBS) ou o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) mais próximos da residência a fim de ser colocado no fluxo de regulação com o objetivo de ser encaminhado finalmente ao Núcleo. 

Crédito:
Crédito:
O secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, disse que as ações que vêm sendo executadas pela Sespa fazem parte de um processo real de inclusão social e serão contínuas. “Além de estarmos cumprindo a legislação, todos esses eixos estão ajudando na consolidação de uma política que o governo estadual está revertendo em atendimentos e ações em todo o Pará às pessoas com autismo”, assegurou. 

Serviço:Informações sobre as ações para o autismo desenvolvidas pela Sespa podem ser consultadas pelo telefone/whatsApp: 91 985351634. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários