Sunday, 21 de July de 2024 17:12
94992727888
Brasil ELEIÇÕES 2024

Calendário eleitoral tem diversas restrições no mês de julho

Candidatos devem ficar atentos, já que começam as vedações para inaugurar obras públicas, contratar servidores e, também, iniciam as convenções para escolhas e apoios dos partidos. Saiba mais

08/07/2024 07h49
Por: Redação Fonte: Diário do Pará
Eleições 2024 | Reprodução
Eleições 2024 | Reprodução

O mês de julho traz uma série de vedações relacionadas às Eleições Municipais 2024, incluindo a proibição, a partir deste sábado (6), exatos três meses antes da realização do 1º turno de votação, de candidata ou candidato comparecer a inaugurações de obras públicas, sob pena de ter, futuramente, negado o pedido registro de candidatura. O impedimento é previsto no calendário elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que prevê regramentos diversos entrando em vigor mês a mês.

Hoje também começam as restrições para contratação e demissão de servidores públicos. A partir do dia 20, os partidos podem realizar suas convenções internas para a escolha dos candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores.

O primeiro turno das eleições será no dia 6 de outubro. O segundo turno da disputa poderá ser realizado em 27 de outubro nos municípios com mais de 200 mil eleitores, nos quais nenhum dos candidatos à prefeitura atingiu mais da metade dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos, no primeiro turno. Confira o que muda a partir deste mês.

CALENDÁRIO DE JULHO DA JUSTIÇA ELEITORAL

PRINCIPAIS DATAS

  • l 5 de julho, sexta-feira:

- Data a partir da qual, se estiver em curso o período de 15 dias que antecede à convenção do partido político ou da federação para escolha de candidatas e candidatos, é permitida a realização de propaganda intrapartidária para indicação de nomes para concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, vedado o uso de rádio, televisão e outdoor e devendo a propaganda ser removida imediatamente após a convenção.

  • l 6 de julho, sábado

- Data a partir da qual, até 6 de janeiro de 2025, órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta poderão ceder funcionárias e funcionários à Justiça Eleitoral, em casos específicos e de forma motivada, quando solicitado pelos tribunais eleitorais, aplicando-se esse calendário para as unidades da federação que realizarem apenas o 1º turno. Esse prazo estende-se até 27 de janeiro de 2025 para as entidades estatais que realizarem 2º turno de eleições.

  • Data a partir da qual e até a posse dos eleitos é proibido aos agentes públicos, servidores ou não, na circunscrição do pleito, sob pena de nulidade de pleno direito, nomear, contratar ou por qualquer forma admitir, dispensar sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, de ofício, remover, transferir ou exonerar pessoa servidora pública.

- Data a partir da qual, até a realização das eleições, são proibidas aos agentes públicos, servidores ou não:

a) realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios e dos estados aos municípios, sob pena de nulidade absoluta, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para a execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública, objetiva e formalmente justificadas;

b) com exceção da propaganda de produtos e serviços com concorrência no mercado, autorizar publicidade institucional de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral;

c) fazer pronunciamento em cadeia de rádio e de televisão fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e de funções de governo.

- Data a partir da qual os agentes públicos devem adotar as providências necessárias para que o conteúdo dos sítios, canais e outros meios de informação oficial exclua nomes, slogans, símbolos, expressões, imagens ou outros elementos que permitam identificar autoridades, governos ou administrações, cujos cargos estejam em disputa na campanha eleitoral, ainda que a divulgação tenha sido autorizada em momento anterior, assegurada a manutenção das informações necessárias para estrito cumprimento, pelos responsáveis.

- Data a partir da qual é vedada, na realização de inaugurações de obras públicas ou divulgação de prestação de serviços públicos, a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos.

- Data a partir da qual é proibido a candidato comparecer a inaugurações de obras públicas.

  • l 20 de julho, sábado:
  • Data a partir da qual e até 5 de agosto de 2024, os partidos políticos e as federações poderão realizar convenções para deliberar sobre coligações e escolher candidatos aos cargos de prefeito, vice prefeito e vereador.

- Data a partir da qual os partidos políticos, os candidatos deverão enviar à Justiça Eleitoral os dados sobre recursos financeiros recebidos para financiamento de sua campanha eleitoral, observado o prazo de 72 horas do recebimento desses recursos, para fins de divulgação na internet.

- Data a partir da qual, realizada a convenção para escolha de candidaturas, os partidos políticos, os candidatos poderão formalizar contratos que gerem despesas com a preparação da campanha e com a instalação física e virtual de comitês, desde que o desembolso financeiro ocorra após a obtenção do número de registro do CNPJ e a abertura de conta bancária específica.

  • Data a partir da qual é assegurado o exercício do direito de resposta ao candidato, ao partido político, à federação ou à coligação atingida, ainda que de forma indireta, por conceito, imagem ou afirmação caluniosa, difamatória, injuriosa ou notoriamente inverídica, difundida

por qualquer veículo de comunicação social, inclusive provedores de aplicativos de internet e redes sociais.

- Data até a qual os provedores de aplicação da internet que pretendam prestar serviço de impulsionamento de propaganda eleitoral, inclusive sob a forma de priorização do resultado, deverão apresentar ao Tribunal Superior Eleitoral as informações que demonstrem o cumprimento das obrigações previstas em lei.

  • Data a partir da qual os nomes de todos os candidatos registrados deverão constar da lista apresentada aos entrevistados durante a realização das pesquisas eleitorais.
  • l 22 de julho, segunda-feira:

- Data a partir da qual e até 22 de agosto de 2024, poderão habilitar-se, na Justiça Eleitoral, para votar em outra seção ou local, dentro do mesmo

Município onde estão inscritas(os):

a) presos provisórios e adolescentes em unidades de internação, mediante formulário próprio encaminhado pela administração dos estabelecimentos penais e das unidades de internação de adolescentes;

b) militares, agentes de segurança pública e guardas municipais em serviço no dia da eleição, mediante listagem encaminhada pela chefia ou comando do órgão aos quais estiverem subordinadas;

c) pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida;

d) indígenas, quilombolas, integrantes de comunidades tradicionais e residentes de assentamentos rurais;

e) juízes eleitorais, juízes auxiliares, servidores da Justiça Eleitoral e promotores eleitorais em serviço no dia das eleições, mediante listagem encaminhada pelo órgão ou unidade a que estiver vinculado o eleitor.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Canaã dos Carajás, PA
Atualizado às 14h02
32°
Tempo limpo

Mín. 21° Máx. 35°

31° Sensação
3.6 km/h Vento
35% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (22/07)

Mín. 19° Máx. 35°

Tempo limpo
Amanhã (23/07)

Mín. 20° Máx. 36°

Tempo limpo